Semente de Chia

Semente de Chia

Essa é uma ótima opção para quem quer perder uns quilinhos a mais. Estou fazendo uso dessa semente em forma de óleo, e posso afirmar que o grande feito dela é como inibidor de apetite. É simplesmente Divino.

A chia é também popularmente conhecida como Salvia Hispanica, que deriva do hahuatl chian, que significa "oleoso". É uma planta nativa da Guatemala e das regiões central, austral, mexicanas e colombianas. Segundo evidências os astecas já cultivaram a semente. O protagonista desse sucesso, é a semente da planta, que pode ser comercializada integralmente, moída ou em forma de óleo.

Uma das principais características de seu uso pelos Astecas no México, foi para aumentar a força e resistência física. Suas cores podem variar entre castanha, cinzenta, preta ou mesmo até brancas.

A centenas de anos já são conhecidos seus benefícios, dentre eles, um de seus principais componentes são as fibras, cálcio, magnésio, potássio, proteína e ômega-3.

Uma de suas características que a tornaram um aliado na perda de peso é o efeito mucilaginoso (ou seja, absorver e reter a água). A alta concentração de fibras cria uma sensação de saciedade. Está sensação é que será seu grande aliado na perda de peso.


Composição das Vitaminas, minerais e propriedades


Ômega 3: A semente da chia é uma das mais ricas fontes conhecidas, tanto animal quanto vegetal. Possui teor muito maior do que o encontrado na linhaça e no salmão.

Cálcio: cinco vezes a concentração do mineral encontrada no leite de vaca. Foi recentemente descoberto, que ele também ajuda a queimar gordura no organismo.

Magnésio: possui duas vezes mais do que em castanhas e nozes .

Manganês e fósforo: três vezes mais do que no espinafre.

Proteínas: É uma fonte de proteína completa, que fornece todos os aminoácidos essenciais que o homem precisa.

Fibras: a alta concentração de fibras alimentares faz da chia um aliado do emagrecimento e na boa digestão. São também extremamente
ricas em vitaminas e minerais, sendo uma das fontes vegetais mais ricas que se tem conhecimento até hoje.

Antioxidantes: a presença do flavonoide kaempferol e, em menor quantidade, os ácidos cafeico e clorogênico presentes provêm à chia três vezes mais antioxidantes que as famosas uvas-do-monte.

Análise nutricional (100g):
Energia: 2471 KJ / 595 Kcal;
Proteínas: 16g;
Carboidratos: 44g;
Lípidos: 31g.

A semente de chia, quando utilizada de maneira integral, pode ter diversos usos na cozinha. Ela é capaz de agir quase como emulsificante, torna líquidos mais próximos de um gel e dá “liga” a massas.

A chia tem o poder de absorver 12 vezes o próprio peso em água. Receitas que podem incluir a semente de chia são pudins, pães, tortas, quiches, mousses, cremes, patês, risotos, farofa, saladas de frutas, sucos e vitaminas. Clique aqui para ver algumas receitas com semente de chia.

Atualmente a chia é cultivada para fins comerciais principalmente no México, Bolívia, Colômbia, Peru e Argentina.


Semente de Chia

Chia - Suplemento


5 Perguntas e respostas sobre a semente de chia


1 – Quais as principais razões para se consumir sementes de chia?

Além de ser um inibidor de apetite natural, a Chia tem mais ômega 3 do que qualquer outra fonte natural, além de possuir enormes quantidades de antioxidantes, cálcio, proteínas, fibras e muitas outras vitaminas e minerais. É um dos alimentos funcionais conhecido mais saudáveis e completos.

Com alto teor energético, as sementes de chia são calóricas e fornecem resistência e durabilidade. As fibras presentes na semente de chia são do tipo solúveis, que “incham” o estômago, causando sensação de saciedade e retardando a sensação de fome. Equilibram o açúcar no sangue, garantindo energia ao longo do dia. Segundo pesquisas históricas uma única colher poderia sustentar guerreiros astecas por várias horas.
Reduzindo também a ansiedade. Como as sementes de chia absorvem tanta água (cerca de 12x seu próprio volume) e têm fibras altamente solúveis, eles ajudam na digestão de carboidratos e, consequentemente, na liberação de energia lentamente na corrente sanguínea.

As sementes da Chia possuem digestão fácil, ao contrário de outras sementes como a linhaça, sementes de chia não precisam ser moída antes de serem ingeridas.

A ingestão das sementes pode ser em sua forma natural, misturada com bebida ou alimento como cereal, ou mesmo em uma deliciosa salada. Outra boa característica das sementes e sua longevidade. Podem ser estocadas por anos sem perda de suas características.

2 – Como a semente de chia ajuda a emagrecer?

São três características no auxílio do emagrecimento:

1) Em primeiro lugar, e mais importante acho que é a capacidade de saciedade que a semente provoca. Por ser rica em fibras, elas ao entrarem em contato com a água, formam um gel pastoso no estômago. A digestão desacelera e o indivíduo fica satisfeito por um longo período.

2) Combate a inflamação com sua alta concentração de ômega 3. A inflamação é o resultado da gordura acumulada do organismo, e em função disso deixa de comunicar ao nosso cérebro a sensação de saciedade. O resultado dessa inflamação é a perda do controle da fome. Com isso somos capazes de recuperar o controle sobre a fome.

3) Desintoxicação do organismo, regulação do trânsito intestinal e limpeza do organismo seriam o terceiro fator importante da Chia. A regularização do trânsito intestinal é feita por meio de sua alta concentração de fibra, que retêm parte da gordura presente nos alimentos, que são eliminadas nas fezes.

3 – Quais os benefícios da semente de Chia de forma reduzida?

Redução do colesterol e triglicérides; controle da glicemia (açúcar no sangue); coadjuvante na formação óssea; desaceleração do envelhecimento precoce; maior imunidade; auxílio no trânsito intestinal; eliminação de gorduras e toxinas; energético; aumento da resistência muscular; melhor controle da pressão sanguínea e doenças do coração.

4 – Existe contra indicação para o uso de Chia ?

O uso de Chia pode ser consumido por qualquer pessoa, porém o seu alto teor calórico limita-nos a consumi-la em baixas quantidades. Caso você seja portador da síndrome do intestino irritável, então deverá evita-lo, assim o consumo de sementes em geral.

5 – Então qual a quantidade de consumo diária recomendada ?

Apesar de não existir uma regra, recomenda-se de duas a quatro colheres de sopa de sementes diárias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário